Novo FF que deixa você escolher com qual rapaz efeminado jogar.

Publicado: 28/06/2010 por Estêvão em Games, Prévia
Tags:, , , , , , , , , , , , , , , ,

Todo mundo já jogou uma meia dúzia de MMORPGs  orientais (digo, coreanos) ao longo da vida e a semelhança deles com seus primos ocidentais é impressionante. Neste ponto, Oeste e Leste se encontram e entram em acordo para produzir algo igualmente tosco dos dois lados do globo.

Sim, eu não sou fã de MMORPGs em geral (mas odeio o nome bem mais).

No fundo eu acredito que as incursões da  SquareEnix no campo dos MMORPGs compõem uma piada bem elaborada à custas dos ocidentais. Daqui a algum tempo, quando o jogo estiver completo e perguntarem o porquê dessa mudança de foco eles responderão: “Mas vocês não reclamavam que nossos JRPGs tinham muito grind e “min-maxing”, pouca diversão, jogabilidade repetitiva e uma história desvinculada das escolhas do jogador? Resolvemos aprender com World of Warcraft”.

De acordo com as informações iniciais, FF XIV será o sucessor no gênero MMORPG de FF XI, havendo até mesmo planos, ainda não muito detalhados, para permitir a migração  dos personagens do jogo antigo para o novo. Isso parece pouco provável já que FF XIV se utilizará de um sistema de classes diferente, similar ao dos primeiros do jogos da série, mais especificamente, FF II. Imaginamos então que será algo limitado ao screen name mesmo.

Resumindo: FF XIV é a sequência de FFXI inspirado em FFII. Entendeu?

Segundo os produtores, haverá uma menor ênfase no modo multiplayer e será encorajada uma jogabilidade mais solo, não dependendo tanto de  jogo em grupo. Reforçando mais uma vez que as pessoas não estão interessadas em interações sociais e cooperatividade quando se trata de MMORPGs, elas só querem companhia.

odeio essas quests

Porquê esfaquear coelhinhos constrói caráter.

As raças previstas são, humanos, um tipo de elfo, um tipo de hobbit mirim, hulk e a garota gato. A opção favorita de todo pervertido e garota de 12 anos é óbvia (mas todo mundo sabe que qualquer garota de 12 anos que joga MMORPGs é na verdade um pervertido disfarçado).

As classes ainda não foram bem explicadas mas serão divididas em áreas distintas. Os Discípulos da Guerra, têm  classe devotadas ao combate como Pugilista, Gladiador, Arqueiro, etc). Discípulos da Magia são os tradicionais magos, divididos em Conjuradores e Thaumaturgos. Por fim há uma terceira categoria dedicada aos criadores de itens, Discípulos da Mão.

Update: Há duas categorias na verdade, Discípulos da Terra, (pescadores,mineiros e botânicos) e  Discípulos da Mão que engloba de curtidor de couros a “culinarista”. Esse jogo promete gente.

Animado? Por que não baixar esse programa de 172 Mb e descobrir se sua máquina tem a capacidade de rodar o jogo e ainda de quebrar ver um preview ?

Eu rodei e…meu computador não explodiu.  Tirei nota 1903 de um máximo de infinito aparentemente.

Estêvão, orgulhosamente não fez piada com Discípulos da Mão

tira pertencente ao site Three Panel Soul

Sério que esse era a melhor sigla que vocês conseguiram inventar? Tentem falar isso comendo farofa.

Anúncios
comentários
  1. Rafthehay disse:

    Final Fantasy é história. MMORPG é ação (ou falta desta). Um não combina com o outro =|

    • thisisbhering disse:

      Exatamente.

      Eu não aguento fanboys elogiando a história deste ou daquele MMORPG.
      Olha, a história de Prince of Persia Sands of Time é boa, a história de Bioshock idem e existe mais de um punhado de jogos que podem ter histórias com adjetivos como “divertida”,”profunda”, “complexa”, “surpreendente”, “altas confusões”, “da pesada”, etc.

      Mas o que esses jogos têm em comum?

      São todos jogos para um jogador. Não que não seja possível um jogo co-op com uma boa história, simplesmente não há exemplos de ocorrências.
      O jogador experimenta estas histórias, vive elas e como tem sido a regra nos últimos anos, tem a chance de fazer escolhas que terão consequências no desenrolar do enredo. Não se lê uma boa história de videogame em um par de parágrafos no site oficial do jogo ou em pocket books baseados no jogo. Se vive e molda ela através das interações do seu personagem com o ambiente virtual

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s