Novidades nas ruas

Publicado: 24/04/2010 por rafthehay em Coisas da vida, Notícias
Tags:, , , , ,

Se você gosta de carros, provavelmente tem um ódio mortal do que as fabricantes fazem no nosso país. Projetos antigos, piorados, ou apenas enganações descaradas tomam forma como os carros que você vê todo dia na rua, pertencentes a donos incautos que pagam fortunas para tê-los. Esse mês, entretanto, temos três lançamentos na faixa dos carros populares que devem mudar bastante a cara das ruas. Dois deles são a cara do Brasil, e um, bem, um é a cara de algum filme futurista cartoon!

Chevrolet Classic

Que negócio da China!

Novo clássico. O nome se encaixa muito bem, já que se trata de um novo visual para um carro que já tem aí seus 16 anos de estrada. Quase um adulto!

O Classic mudou e ficou com uma cara de carro mais novo. Só a cara, por que por dentro continua com o mesmíssimo interior que, se não é o do seu carro, certamente é de algum amigo seu. Corsa é que nem Fusca, todo mundo já andou em um em algum momento da vida.

Mecanicamente o carro é um sucesso. Tantos anos mostraram que esse Classic tem manutenção acessível, é um carro até bom de dirigir, e tem uma legião de adeptos por ser um carro honesto. Na questão visual, a nova “geração” ficou muito agradável, mas o visual acaba perdendo a cor quando você percebe qual foi a da GM.

Na China, grande mercado automotivo da GM, o Classic de lá ganhou uma nova geração, com nova plataforma, visual, motor e equipamentos. Um carro inteiramente novo. Se ele ficou novo, o que fazer com as chapas e lanternas fabricadas em massa, bem como toda a linha de montagem? Mande pra terra das bananas! Isso mesmo, esse nosso “Novo” Classic que está aparecendo nos comerciais é a geração antiga que esta saindo de linha na China.

Com isso, faz-se o mesmo que com tantos outros carros da Chevrolet e de outras fabricantes. Use plataformas e tecnologias antigas, dê um tapa no visual e venda como novo a preços mais altos. Vale a pena?

Veredito: Com exceção da família Celta, eu afirmo: Chevrolet é bom. O Classic é um carro robusto, de custo benefício bom para a categoria. A nova versão ficou bonita, desde que você não se importe em voltar aos anos 90 quando entrar no carro. Mas se você tem um pouco de respeito próprio e não quer pensar que executivos da GM estão rindo pelas suas costas, não compre.

Fiat Uno

Na exclusiva cor amarelo-ninguém-compra

Quase 30 anos. Nesse tempo, muita coisa pode mudar no mundo. E o Uno esteve lá, com qualquer que fosse o nome, a versão ou o motorista por trás. O Uno é o Fusca de hoje, um carro duro e tosco mas pronto pra qualquer parada. Pra quem não quer pensar em segurança, o Fiat é de longe um dos melhores carros na área, oferecendo espaço, desempenho e economia como nenhum outro. Mas tudo um dia muda, e o Uno está mudando.

A nova geração, que é nova mesmo, busca inspiração no irmão urso europeu, o Fiat Panda, e traz um visual meio bolha que parece saído de algum desenho animado futurista. Assim como o Uno original foi um tanto chocante pra época por suas formas originais, o novo Uno deve causar um certo espanto.

O carro será vendido com motores 1.0 (ô praga…) e 1.4, mostrando que vem pra ocupar o espaço de algumas versões do Palio. Haverá também uma versão Way, praquele tipo de consumidor que quer passar de aventureiro mas se recusa a pisar na grama do lado da calçada, temendo sujar o tênis.

Veredito: Kia Soul + Renault Kangoo + Alguma coisa estranha = Fiat Uno. Se você não se importar com essa conta bizarra, terá um dos carros mais “novidade” do momento, que parece ser bem honesto. Vejamos o preço dele.

Ford Fiesta

Cuidado para não se cortar nos plásticos do painel

Antigamente, o Fiesta era um carrinho pequeno de acabamento excelente e comportamento ágil, fazendo valer o nome que batiza um dos menores carros da Ford há mais de 30 anos. Em 2002, na Europa, foi lançada uma geração um pouco maior, mais ainda assim fiel à sua proposta, e munida de versões esportivas.

Aqui no Brasil, viram que não era pra tanto, e ao invés de atualizar o modelo, pegaram o Fiesta europeu, depenaram o carro aonde dava e o colocaram pra ser fabricado numa fábrica nova lá na Bahia. Fábrica essa que nunca teve a experiência que a Ford adquiriu na região de São Paulo. Resultado? O Fiesta hoje em dia é uma porcaria. Nada contra a Bahia ou os baianos, mas os carros de Camaçari (Fiesta e Ecosport) são os piores da linha Ford atual.

Acabamento péssimo, plataforma pesada pra caramba que não anda com o motor 1.0 que oferecem, e um visual que não tem nada a ver com a identidade da Ford. Agora, em maio, a Ford vai dar um jeito nesse último item, dando um novo visual pra frente do Fiesta. Ficou muio bonita, agressiva e interessante, mas como não mudaram a lateral e a traseira, fica destoante.

Na Europa, chegou uma geração nova que se tornou o carro mais vendido do continente. O carro virou estrela de rally, vai ser vendido nos EUA e, caramba, é o carro mais kickass da Ford no momento. O sedã está confirmado para chegar ao Brasil nesse ano, e o hatch deve vir ano que vem, mas custando o mesmo que Polo, City e companhia, então pra não perder mercado a Ford mexeu no visual do nosso atual, pra continuar enganando aqueles clientes que ainda acham que Ford tem bom acabamento.

Veredito: Se você comprar um Rolex na feira achando que é Rolex vai ser menos enganado. O Fiesta pré-2002 era similar ao modelo europeu, tinha acabamento superior na categoria, e andava bem pra caramba. Quando deixaram o projeto em mãos brasileiras, deu no que deu. Ainda é ótimo de dirigir, mas veremos até quando a Ford gasta dinheiro melhorando a dirigibilidade dos seus carros. Falo isso como fã de alguns Ford, com muito pesar.

Rafael,

Acredita no custo benefício dos carros usados, e sempre tem Gran Turismo como último refúgio.

Anúncios
comentários
  1. Gustavo disse:

    Muito bom o post! Está bem esclarecedor e divertido de ler.

  2. thisisbhering disse:

    Gostei da leitura, mesma não curtindo carros.

    Realmente, o número de carros amarelos em propagandas de automóveis é inversamente proporcional ao número de carros amarelos vendidos.

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s